Caboclo - Repositório Institucional UFRB CECULT - Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas CECULT - Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu CECULT - Especialização em Políticas e Gestão Cultural - TCC
Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufrb.edu.br/jspui/handle/123456789/2821
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
metadata.dc.degree.level: Especialização
Title: Gestão de sedes de grupos de teatro: espaços dedicados à subjetividade, à memória, à percepção e ao conhecimento
metadata.dc.creator: Correia, Thiago Carvalho de Sousa
metadata.dc.contributor.advisor1: Vieira, Mariella Pitombo
metadata.dc.contributor.referee1: Borges, Paula Alice Bapptista
metadata.dc.contributor.referee2: Souza, Luciano Simões de
Citation: CORREIA, Thiago Carvalho de Sousa. Gestão de sedes de grupos de teatro: espaços dedicados à subjetividade, à memória, à percepção e ao conhecimento. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Política e Gestão Cultural) - Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Santo Amaro, BA, 2020.
metadata.dc.description.resumo: Este artigo tem por objetivo apresentar um estudo sobre a existência de sedes de grupos de teatro na cidade de Salvador (BA), através das suas manutenções e permanências enquanto grupalidade. São observados o grupo de teatro Finos Trapos (2003) e o Coletivo das Liliths (2013) com a gestão da Evoé Casa de Criação (2017) e A Outra Companhia de Teatro (2004) com a gestão da Casa d‟A Outra (2013) e seus históricos de ocupação de distintos espaços, sejam eles garagens, teatros, centros públicos de economia solidária e capelas de residências universitárias. Essa é uma pesquisa qualitativa e descritiva pautada na pesquisa-ação uma vez que o pesquisador é também participante ativo, ou seja, é objeto de estudo e sujeito de uma pesquisa e de uma transformação social que é construída coletivamente. Na introdução é traçada uma linha cronológica de criação e desenvolvimento dos grupos e seus caminhos em busca de seus espaços-sedes e, em seguida, são apresentadas reflexões sobre os desafios de equalização da pesquisa; sobre o conceito de teatro de grupo; sobre o modelo cooperativo de trabalho e sobre o entendimento de sede enquanto lugar dedicado à subjetividade, memória e percepção dos grupos de teatro. Para tanto, faz-se necessário o aporte de autores como: PORTO (2019); MARX (1971); GUINSBURG (2009); SCHETTINI, 2009; KAUARK, LEAL e RATTES (2019), dentre outros.
Keywords: Política cultural
Cultura - Gestão
Teatro
Publisher: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
metadata.dc.publisher.department: CECULT - Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Políticas e Gestão Cultural
Issue Date: 10-Dec-2019
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ri.ufrb.edu.br/jspui/handle/123456789/2821
Appears in Collections:CECULT - Especialização em Políticas e Gestão Cultural - TCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gestao_Sedes_Grupos_TCC_2020.pdf364,58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.