Caboclo - Repositório Institucional UFRB CCAAB - Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas CCAAB - Cursos de Graduação CCAAB - Bacharelado em Engenharia Florestal - TCC
Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufrb.edu.br/jspui/handle/123456789/2678
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSantos, Vívian Rocha dos-
dc.date.accessioned2023-09-13T20:54:03Z-
dc.date.available2023-09-13T20:54:03Z-
dc.date.issued2015-04-24-
dc.identifier.urihttp://ri.ufrb.edu.br/jspui/handle/123456789/2678-
dc.description.abstractThe Atlantic Forest is the one of the richest region in biodiversity in the world; in the Brazil it initially had 15% of its entire area. In the last thirty years, the fragmentation and suppression have imposed seriously changes to the most part of the Atlantic Forest, currently, have about 8,5% of the forest remains above 100 ha, however, summarizing all of the native forest fragment above 3 ha, have only 12,5% of the original area. The ecological corridor implementation has become an essential part to insure the protection in in the long term of the biodiversity. Serra da Jiboia is a mountaineer massive and more significant area of Atlantic Forest localized in the Recôncavo of the Bahia, which have some cities in its territory; Elísio Medrado, Santa Teresinha, Castro Alves, Varzedo and São Miguel das Matas. The analysis of the occupation soil became relevant due manners of the human have used the geographic. The GIS tool is the more used to realize that studies. The objective of this study was to do the occupational use of soil historic in the Serra da Jiboia through of the analysis of satellite images in four different periods. The resulted obtained showed that the class with the dominant cover in the all epoch was the pasture and agriculture that demonstrated little change over the 30 years, this has stagnated the remaining. The maps of permanent preservation area represent just 21,6% of the total forest. Deforestation process and fragmentation of the area did the Serra da Jiboia an isolated region from other Atlantic Forest remaining.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Recôncavo da Bahiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSensoriamento remotopt_BR
dc.subjectRemanescentes florestaispt_BR
dc.subjectAPP (Área de Preservação Permanente)pt_BR
dc.subjectSerra da Jibóia (BA)pt_BR
dc.titleHistórico de uso e ocupação das terras da Serra da Jibóia – Ba como subsídio à criação de uma unidade de conservaçãopt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.description.resumoA Mata Atlântica é uma das regiões mais ricas do mundo em biodiversidade, inicialmente tinha uma área que abrangia cerca de 15 % de todo o território brasileiro. Nos últimos trinta anos, a supressão e fragmentação alteraram seriamente a maior parte da Mata Atlântica, atualmente, restam apenas 8,5 % de remanescentes florestais acima de 100 hectares, contudo, somados todos os fragmentos de floresta nativa acima de 3 hectares, temos apenas 12,5 % da área original. A implementação dos corredores ecológicos ou tornou-se essencial para garantir a proteção da biodiversidade em longo prazo. A Serra da Jiboia é um maciço serrano localizado na região do Recôncavo da Bahia, abrangendo 5 municípios, nela encontra-se a área mais significativa de Mata Atlântica do Recôncavo Sul da Bahia. A análise do uso e ocupação da terra se tornou relevante, pois esta demonstra de que maneira os seres humanos têm usado o espaço geográfico. SIGs são bastante utilizados hoje em dia para realizar esses estudos. O objetivo desse trabalho foi fazer o histórico de uso e ocupação das terras da Serra da Jiboia através de análise de imagens de satélite em quatros diferentes épocas. Nos resultados encontrados, a classe que tem cobertura dominante em todas as épocas estudadas é a de agricultura/pastagem, poucas mudanças foram notadas, o que apresenta estagnação dos remanescentes nas últimas três décadas. O mapa de APPs apresenta apenas 21,6% da área ocupada com Floresta. Os processos de desmatamento e fragmentação das propriedades, fez com o que a Serra da Jiboia ficasse isolada de outros remanescentes de Mata Atlântica.pt_BR
dc.degree.levelBachareladopt_BR
dc.contributor.advisor1Poelking, Everton Luís-
dc.contributor.referee1Caiafa, Alessandra Nasser-
dc.contributor.referee2Sampaio, Claudia Bloisi Vaz-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCCAAB - Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicaspt_BR
dc.publisher.initialsUFRBpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTALpt_BR
dc.subject.enRemote sensingpt_BR
dc.subject.enForest fragmentpt_BR
dc.subject.enAPP (Permanent Protected Area)pt_BR
dc.subject.enSerra da Jibóia (BA)pt_BR
Appears in Collections:CCAAB - Bacharelado em Engenharia Florestal - TCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Historico_Uso_Ocupacao_TCC_2015.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.